Seguidores

quarta-feira, 25 de março de 2009

O spinning de noite


Tácticas Nocturnas


Se me perguntassem qual o período do dia que mais gosto de pescar responderia sem hesitar o amanhecer, ao amanhecer sempre capturei os maiores exemplares ao abrigo da noite a relação quantidade de capturas/ peso das mesmas aumenta directamente na pesca nocturna

Factores a ter em conta na pesca nocturna que pessoalmente eu valorizo

Excelente conhecimento do pesqueiro
Cor da água
Ondulação
Arificiais

De noite temos que ter uma noção exacta do local onde pescamos, não nos podemos esquecer que vamos estar envoltos na escuridão além do aspecto segurança que nunca podemos esquecer , temos de ter a percepção de onde anda a navegar” o artificial”, isto só se consegue se conhecermos bem o pesqueiro, não sou grande adepto de pescar da areia, sempre preferi pescar em zonas rochosas em caneiros cuja acessibilidade varia directamente da amplitude das marés em questão.

Imaginem que estão de dia a pescar, agora tentem fechar os olhos e pescar da mesma maneira de noite as coisas não serão tão exageradas mas muita da pesca que fazemos terá que ser mental, porque mentalmente temos que ter o mapa do pesqueiro, só assim saberemos onde e como pescar, por norma os robalos são animais de hábitos de caça regulares onde muitas vezes conseguimos retirar uma constante ou padrão nos seus hábitos de predador. Por quantas vezes capturamos os peixes no mesmo local?
Todos nós temos locais que frequentamos mais assiduamente, com o decorrer das jornadas de pesca nunca repararam numa constante nas vossas capturas? Podemos pescar 100 vezes no mesmo caneiro mas em 95% das capturas que obtivemos nesse local o ataque do peixe ocorreu num sitio especifico do mesmo. O mar está constantemente em alteração mas muitos caneiros são praticamente iguais desde que pesco. São esses locais quentes que nós temos que explorar durante a noite, o conhecimento do mesmo implicará o sucesso da nossa saída à pesca

A cor da água, prefiro águas limpas, à quem não goste de águas completamente abertas, eu para pescar de noite simplesmente tenho que ter as águas abertas, águas fechadas ou semi fechadas não são sinónimo de insucesso mas com águas abertas aumentam consideravelmente as nossas hipóteses de captura.

A ondulação ideal para os pesqueiros que frequento varia entre o 0.5 metros e 1,5 metros sendo a cereja no topo do bolo quando o mar trabalha nas vagas de metro com sets regulares a permitir a formação de rebojos dentro dos caneiros

As amostras para a noite:

Aqui está o grande dilema do pescador, palco de acesas tertúlias e discussões calorosas, existe a norma quase universal de amostras escuras, outros defendem cores brilhantes, poucos cores incitivas, eu gosto de artificiais com ratling.
Antes de praticar spinning no mar pesquei durante muito anos ao corrico sendo os artificiais que mais me alegrias me proporcionaram
o tradicional pingalim nas cores vermelho escuro, cinza, laranja e em alguns casos transparentes e os cações exactamente nas mesmas cores, sempre fiz melhores pescarias com pingalim durante a noite e a única conclusão que consegui retirar foi a vibração que o pingalim provoca na água é mais efectiva durante a noite o que me levou a concluir que o robalo usa a sua linha lateral muito mais para caçar durante a noite do que de dia , esta afirmação carece de qualquer dado cientifico é apenas uma convicção minha daí a minha preferencia por amostras com ratling.
O ruido provocado por essas amostras consegue despertar no robalo o seu interesse e por vezes o seu ataque.
Nas cores nunca consegui retirar um padrão que me levasse a afirmar que existe uma cor que se evidencie perante as outras contudo tenho por hábito começar a pesca com amostras maiores e mais escuras, vario e depois se não obter resultados começo a diminuir o tamanho e vario novamente na cor até ser feliz.
Flash de brilho:
há amostras no mercado com flash de brilho, gosto de utilizar essas amostras, um pequeno brilho da amostra por vezes é um factor determinante para a decisão final no ataque do robalo.
Para terminar faço um pequeno apontamento sobre amostras sem ratling ou magnéticas está provado que o magnetismo de algumas amostras influencia a localização da mesma e consequente ataque do predador, de dia uso muito esse tipo de amostras , podemos ser surpreendidos por esses artificiais em pesqueiros com muita pressão de pesca e águas calmas mas como já referi no inicio essas amostras não são por mim as que mais utilizo e melhores resultados me deram durante a noite mas já me deram alguns peixes engraçados.





3 comentários:

Corricador disse...

Nas amostras de corrico estou quase completamente de acordo contigo. Sem dúvida que os pingalins são mais eficazes para a noite pela vibração que emitem. Em relação ás cores para a pesca nocturna não tenho muito que pensar já que há longos anos uso o pingalim cor de tijolo ou o raglou branco leite. Estas são as únicas amostras que uso de noite e apesar de preferir o pingalim muitas são as noites que os robalos não lhes ligam nada e preferem a cor branca dos raglous.

Paulo Martins disse...

Boas Pedro,

O pingalim é simplesmente fantástico, é de fabrico nacional e ganha em eficacia a dezenas de amostras japonesas que são tão badaladas ultimamente.

Abraço
Paulo Martins

Paulo Marques disse...

ola ha todos,eu comecei agora ha pescar ao spinning!como todos fazemos um grande erro e comprar muitas rapalas de uma so vez (acho eu)gostaria de umas dicas,se poderem?
qual sao as que se deve usar mais de noite ou de dias?????
e qual sao as melhores para onde tem arrebentaçao????
e obrigado ha quem me poder dar me essa ajuda ! OBRIGADO

podem me responder para:pauloamaralmarques1973@gmail.com